quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Delírios de uma madrugada: A dor que passa



Ei você aí... é você mesmo. Pode me escutar um pouco? Se não for pedir demais conversa comigo, vem trocar uma ideia... Pode ser? Prazer, meu nome é sofrimento, e o seu? Ei espera, não precisa sair correndo... é que eu já nem me lembro do meu nome, e de tanto sofrer hoje me chamo assim. Mas talvez se você conversar comigo e quem sabe me falar algo que possa me ajudar, eu volte a lembrar das coisas boas, e até do meu nome. Vem aqui, me ajuda vai. Que bom que voltou, senta aqui do meu lado, relaxa eu não vou me jogar em você, só vou desabafar aquela dor.
Como eu te falei, eu não lembro bem do meu passado, nem sei se posso chamar de passado, acho mesmo é que é uma vida passada. Aquela vida lá, onde tudo parece que vai ser pra sempre, onde tudo é inabalável, sabe? Tu já teve uma dessa? Ou tu ainda vive essa? Eu sei é que a minha faz tempo que passou, e quando passa meu bem, ah, ela num volta não viu. A vida nova começa quando você acha algo ou alguém que muda ela por inteiro, que te vira de cabeça pra baixo, que te joga pra um lado e depois pro outro e você acha a melhor coisa do mundo. Quer saber, e é mesmo a melhor coisa do mundo. Mas quer saber também, aproveite, por que quando passa... aí tu vai conhecer a pior coisa do mundo. Presta atenção, quando você perde isso, você acha que é a pior coisa do mundo, mas quando você ver passar, aí você tem certeza que é ali que tá a pior coisa do mundo. Para de resmungar e me chamar de louca, oh, ver só... Eu sei que é ruim perder, mas é verdade, acredita em mim, pior é ver que passou de vez, por que aí você nem tem mais forças pra lutar, você nem sabe mais se quer reconquistar, e aí você se ver sem rumo, sem sentido na vida. Agora me entende? Ta, não precisa me entender agora, você vai passar por isso um dia, e vai pensar no que eu te falei hoje.
Você não quer mesmo falar nada? É sempre assim calado? Vai... pode falar.
- Desculpa, é que eu sou a dor e estava passando por você. Ah, segue em frente, tem muitos alguéns, muitos perderes, e muitas dores por aí. Viva tudo de novo, aí um dia você vai conseguir ficar estável em um momento feliz, não vai perder mais aquilo tão importante, e só vai ver passar o que não tem importância, por que se eu não vou mais existir nas paginas da sua vida, então nem eu passarei mais. Oh, e se a ferida que deixei começar a sangrar por qualquer dia, deita um pouco, dorme, ou procura alguém que possa sorrir pra você, aí ela para de sangrar e logo tu esquece do que teve que passar. Agora deixa eu ir.

Larissy Parente.

16 comentários:

  1. menina... pegou pesado agora. aí foi três rajada e meia e mais um pouco! hahahaha

    adorei o texto! tu é fera demais...

    ResponderExcluir
  2. taa muiitoo bom essee,parece a hiostoria de uma pessoa que eu conheõ que hj nem consegue mas gostar de ninhuem do tanto que ja sofreuu.
    GOSTEI MESMO !

    ResponderExcluir
  3. Ta bom, ein. Só fico inspirada assim quando to crazy in love. KKKKKK
    Isabela.

    ResponderExcluir
  4. Foi Gomes que comentou ali?
    Isabela

    ResponderExcluir
  5. kkkkkkkkkkk, sempre idiota. Foi ela sim.

    ResponderExcluir
  6. "deita um pouco, dorme, ou procura alguém que possa sorrir pra você, aí [...] logo tu esquece do que teve que passar."
    Que lindo! rsrsrsrsrsrs Adorei!

    ResponderExcluir
  7. "deita um pouco, dorme, ou procura alguém que possa sorrir pra você, aí [...] logo tu esquece do que teve que passar."
    Puts Larissy, essa foi la dentro, Adorei!
    Bicha Parabêns ta otimo,mesmo! Com a sua permissão vou copiar essa ultima parte e por na minha agenda,e coloco seu nome em baixo! Massa mesmo!
    Ana Maria

    ResponderExcluir
  8. Obg meninas =D
    Pode colocar onde quiser cat ;D
    beeijinhos

    ResponderExcluir
  9. E que delírios, esse foi loonge.
    Me surpreende a cada publicação,ótiimo texto.

    Laysa

    ResponderExcluir
  10. Essa foi profuunda demais ...
    Dói, dói e dói , mas quando passa a gente percebe o quanto amadureceu . :}

    Ivanilde

    ResponderExcluir